quarta-feira, julho 23, 2008

Hoje não é segunda-feira....

....mas ano passado era e chovia muito.
Ele foi trabalhar e passamos a manhã toda trocando mensagens, ligando um para o outro, combinando o que faríamos a tarde. Por volta de 11 da manhã o telefone toca e sei lá por que cargas d’água eu atendi. Perguntou meu nome e antes que eu pudesse dizer qualquer coisa ela disse que era a ex-namorada dele. Falou um monte de coisas, que ele gostava dela, que estava comigo apenas para fazer ciúmes, que ela também gostava dele e que iria fazer tudo para que eles ficassem juntos. Falou que tinha várias verdades a respeito dele para me contar e começou a perguntar a quanto tempo estávamos juntos e tal.
Obviamente fiquei sem reação, a única coisa que consegui dizer foi que se ela quisesse saber de algo que ligasse pra ele e desliguei. Ela continuou insistindo em ligar e só atendi uma ligação dele e falei para não ligar mais que conversaríamos quando ele chegasse.
Eu fiquei sem chão, não sabia o que fazer, o que pensar, muito menos o que falar. O fuso horário fazia 5 horas de diferença com o Brasil, ou seja, era quase meio dia aqui, mas lá nem 7 da manhã. Então nem correr pro MSN ou pro telefone para pedir um palpite de alguém eu também não tinha. Mesmo porque foi uma situação que mesmo que pudesse pedir conselho seria melhor que eu resolvesse por mim mesma.
Ele chegou. Contei o que aconteceu, ainda sem saber o que deveria fazer. Ele mais uma vez me contou a história dos dois. E não havia nem um detalhe diferente de quanto contou pela primeira vez.
Passava-me milhões de coisas pela cabeça. Acreditar nele, acredita nela, sair correndo dali, ficar.
Isso era por volta de 4 da tarde. Resolvi que deveríamos almoçar comer afinal ele não havia comido nada até então e por mais que eu não soubesse o que fazer, causar morte por inanição não entrava na minha lista de possibilidades.
Saímos, comemos (apesar de que eu não tinha a mínima fome e sabia que ele também não), andamos e eu sem vontade nem de falar, já era noite quando voltamos pra casa. Ele foi ver tv, eu entrei na internet pra mandar um oi pra minha mãe e logo deitei e pedi a Deus que iluminasse o melhor caminho, pois por mais que aquilo tudo pudesse ser um namorinho de verão eu gostava dele.
Daí uns 10 minutos ele entra no quarto, com aquele sotaque que até hoje eu acho fofo, fala que eu sou a pessoa com quem ele quer ficar junto por todos os dias, mostra a caixinha vermelha e me pede em casamento.
Minha vontade foi de rir, de chorar, falei que era golpe baixo e disse que sim.
Ah tempo:
Ele trocou o numero do telefone e nunca mais tive noticias dela.

7 comentários:

  1. Oi, te ví lá na Barbara e vim aqui conhecer seu espaço.Parabéns pela Filhinha, que ela seja para voces motivo de união, amor e muita alegria.
    Agora fala sério, pedido de casamento é tudo de bom né???
    Isso de ex namorada ligar já aconteceu comigo, mas no caso ela nao disse ser ex, se disse ser A namorada dele tb, inventou um estoria furada que estava com ele no fim de semana tal quando na verdade a estoria nao bateu, quando começei a confrontar e mostrar os furos ela gaguejoue desligou...kkkk...desconfio ate hoje de "alguem" que queria nos separar e inventou tudo isso, mas sobreviviemos e ja estamos juntos ha 11 anos :) e 7 de casados...

    Ah, cabeça a minha...
    Me apresentando, me chamo Kalita,moro em Goiania-go(estado vizinho á minas do pao de queijo) tenho 29 anos, estou na luta por um bebe e no meu blog falo de tudo um pouco.
    Abraços
    meu blog tem senha, caso queira meu email é kalita_cardoso@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Ah, que fofo!!! A situação do pedido de casamento foi difícil, mas foi linda! E a parte do sotaque, eu adorei. Acho sotaques fofos. Quando caçoam do meu, eu agora acho elogio! Haha! Tô nem aí...
    A parte da traíra foi ruim, mas no fim das contas, ela devia estar se roendo por não se conformar que VOCÊ foi a escolhida dele. Aconteceu só pra dar um gostinho ainda mais especial!
    Imagine a dor de cotovelo dela???
    Ponto pra Laurinha! Felicidades e parabéns pelo dia de hoje!

    ResponderExcluir
  3. Oi Amore!!!
    Entrei no seu blogg e ameeii =)
    O nome é o melhor..Kkk..
    Parabéns pela maternidade que se aproxima!!! É muito bom ser mãe =)
    bjãoo

    ResponderExcluir
  4. Que bom, Laura, que vc manteve a serenidade, mesmo que aparentemente. E que pediu ajuda a Deus, foi se deitar e esperar o novo dia. À noite tudo é mais difícil e o dia vem cheio de luz, com o sol. Faça sempre isso. Amanhã sempre é outro dia. E o sol sempre nasce...(Mesmo encoberto, com o dia, ele está lá...)

    ResponderExcluir
  5. Ai que lindo!
    Tenha certeza de que é uma mulher abençoada pelo simples fato de já ter vivido algo tão especial, dificíl imagino o quanto mas muito, muito especial!
    E viva as mulheres de verdade!

    ResponderExcluir
  6. Amiga tbm já tive uma ex no meu pé, mas depois de um tempo ea me deixou e a ela tbm :)

    Um bjão amiga!

    ResponderExcluir
  7. Ai,que lindo!Amei a história!

    ResponderExcluir